top of page

Conselho Administrativo de Defesa Econômica autoriza compra da Chocolates Garoto pela Nestlé Brasil

Por Ana Clara Xavier


Após 18 anos do veto do CADE sobre a aquisição da Garoto pela Nestlé, a decisão foi reconsiderada e o negócio foi aprovado, no entanto, foi condicionado à celebração de Acordo em Controle de Concentrações.


Em 2004, a compra foi vetada sob a justificativa de que dela resultaria a concentração de mais de 58% do mercado nacional de chocolates.


A decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica se alterou em virtude da entrada de novos concorrentes no segmento, reconfigurando-se a rivalidade no mercado nacional de chocolates durante os últimos anos.


Contudo, o CADE impôs restrições para a efetivação da compra. Os remédios comportamentais que devem ser seguidos pela Nestlé servem para que as atuais condições de concorrência se mantenham, como a obrigação de a empresa informar ao CADE acerca de atos que caracterizem a concentração no mercado nacional de chocolates.

0 views0 comments

Comments


bottom of page